Uber transforma derrota judicial em marketing com oferta de férias e salário mínimo, mas não no Brasil

Depois de tentar por cinco anos no Reino Unido convencer a Justiça de que seus motoristas eram “profissionais autônomos”, a Uber sofreu uma derrota classificada por sindicatos como “histórica” e reconheceu, em março de 2021, que seus profissionais são “trabalhadores”.

Read more here:: UOL Tecnologia


RICERCA PUBBLICARE ITALIA


it_ITItaliano